Odu EJÍLÀSEGBORA – A Justiça

O Odu Ejilasegbora

Êjilaxeborá é um odu do oráculo de ifá, representado no merindilogun com doze conchas abertas pela natureza e quatro fechadas. Nesta caída responde Xango e Ayra. O nome deste odu deve ser chamado de Êjilá para quem tem problema com a justiça. Esta caida pode representar equilíbrio total ou desgraça total para o consulente, deve ser recomendado imediatamente um ajebo ao Orixa Xango, para que sempre o equilíbrio esteja em seu caminho.

Corresponde ao ponto cardeal Sul do qual é o regente, sendo em conjunto com Ejionile – leste e OYEKU ou Ologbon à Oeste.
Seu ponto vulnerável é a circulação sanguínea.
Rege os músculos, nervos e ligaduras.
É um Odu composto pelos elementos água sobre o ar, o que determina um encaminhamento dos esforços, ao encontro de obstáculos que poderão ou não ser transpostos, dependendo da qualidade de esforços despendidos neste sentido.

Significa que duas forças conflitantes se confrontam e que o resultado dessa disputa tende sempre em favor do lado mais fortalecido.
Expressa a idéia de contato, de troca de relação entre dois seres ou duas coisas. Refere-se a tudo o que diz respeito à união, casamento, contratos, pactos, acordos e compromissos.
Esta figura exprime tudo o que entra em contato, não só por associação como também, por oposição. Desta forma, o confronto de dois homens, dois exércitos em luta, desde que ocorra um contato bem próximo, corpo a corpo.
Dessa forma, um acoplamento sexual ou ainda, um par de dançarinos em ação, também estarão sob sua influência.
Pode significar ainda o fim de uma estadia sobre a Terra, a morte do corpo físico, daí seu nome significar “cortar a cabeça”.
Simboliza ainda a ligação entre o céu e a Terra, o caminho que une os dois planos que deve existir material e espiritualmente, possibilitando a evolução espiritual do ser humano.
É um odu que tem grande relação com os quatro elementos e é muito ligado à comunicação.
Fala em desgraças, prisão, briga, miséria, sangue, ruína, perda de tudo. Cuidado com roubos. Significa também problemas com a justiça.

Regente
Xangô com influência de Logun edé e Iemanjá

Quem fala por esse Odu
Xangô, Ogun, Oxossi, Iroko e Obatalá.

Elementos
Fogo

Cores
Quando esse Odu se apresenta no jogo, deve-se despachar a porta e encerra-se o jogo imediatamente, soprando-se em direção à rua com as duas mãos (como se tivesse algo entre as mãos).
Quanto ao consulente, esclareça que realizará seus intentos desde que haja a feitura de Orixá ou pelo menos a colocação de uma grande obrigação para se ter êxito nas coisas.
Quando sair no jogo Osá e em seguida Ejilaseborá, indica que o consulente terá grandes dores de cabeça, podendo se tornar um ébrio ou doente mental.
Essa indicação também é estendida a alguém da família que correrá o mesmo risco.
O presente deverá ser entregue numa pedreira, bem no alto, ao raiar do sol, de frente para o nascente, fazendo Oriki correspondente.
Na volta dar comida a Xangô.

Proibições
Aos filhos de Ejilaseborá é proibido: comer carne de qualquer animal morto por decapitação, ingerir mel de abelhas ou qualquer alimento que o contenha.
Matar ou colecionar borboletas nem objetos adornados com suas asas.

Positivo
Vitória em todos os sentidos, situação de desespero que chega ao final sendo superada com esforço. Fortalecimento espiritual, inteligência, um relacionamento de amizade que se transforma em romance.

Negativo
Este Odu traz muita agonia, desassossego, insônia, inquietude, falta de ânimo, rancor, mas também justiça e vitória em casos difíceis.
As pessoas deste odu estão sujeitas a muitas calúnias, traições, perseguições, invejas, amigos errados, desilusões, separações no lar, desconfiam da sua própria sombra, porém trazem sempre o poder da justiça para conseguir o que almejam, mas sempre vencendo admiravelmente, desenvolve formas de melhora, performance e qualificação profissional e organização de suas finanças.
Cuidado com envolvimento com polícia, troca ruim que traz maus resultados, morte no sentido literal da palavra, inimigo difícil de ser derrotado, associação prejudicial, compromissos que não podem ser cumpridos. Tendência ao suicídio e ao desespero.
Distúrbios nervosos, paralisias locais ou gerais, falta de coordenação motora, epilepsia total e catalepsia.
Esse Odu é o mesmo que outorgou poderes aos 12 ministros de Xangô dos quais seis podem absolver e 6 condenam.

Atenção
Se aparecer duas vezes cuidado com roubos. Significa que só conseguirá progressos mediante a feitura do santo.
Esse Odu representa também as doze Iabás, sendo que seis condenam e seis absorvem.
São pessoas que devem ser bem cuidadas.
Quando esse odu aparece no jogo joga-se Ejilajeborá + Ossá na rua, despachando a rua.

Personalidade
Geralmente são pessoas agradáveis, boas, simpáticas, porém muito mão fechada. As pessoas com influência desse odu são boas, prestativas, inteligentes, arrogantes, mas de bom coração.
Mesmo quando não ocupam posições elevadas não deixam de possuir as qualidades de seu Orixá.
As pessoas regidas por este Odu são sensíveis, amáveis e cordiais, adoram relacionamentos superficiais e numerosos e dificilmente assumem compromissos que durem muito tempo, o que provoca uma constante troca de parceiros.
Costumam se entediar até com as melhores coisas da vida.
Pessoas com esse Odu têm o dom de convencer os outros. Dotadas de grandes qualidades espirituais, são bondosas, justas e prestativas, embora às vezes se mostrem arrogantes.
Apaixonam-se com facilidade e são muito ciumentas.
As pessoas sob influência desse signo ou por ele regidos são pessoas prestativas, inteligentes, justas, possuem bom coração e, mesmo quando ocupam uma posição social elevada, jamais tem a pose de um rei ou de um ministro.
O homem desse signo é, quase sempre predestinado ao trabalho pesado, mas, encontrará sempre ajuda de um amigo nos momentos difíceis.
Também poderá receber uma herança e ter grande futuro.
Tanto para o homem quanto para a mulher, ele prediz que haverá muitas batalhas na vida.
Dor de cabeça, pessoa com problemas mentais na família ou parentes com tendência para loucura.
Herança no futuro, bebidas e mulheres trarão muitas dificuldades e desespero.
Tendência acentuada para o alcoolismo.
Facilidade para progredir e subir na vida, como também descer e se afundar.
São pessoas barulhentas, intrigantes, gostam de intrigas, orgulhosas, vaidosas ao extremo, prepotentes, autoritários, volúveis e sovinas.
Gostam de manipular as pessoas e as situações. Possuem forte tendência a obter altas posições na sociedade, possuem tendências a vícios, difícil de se arrepender de suas atitudes, a vitória faz parte de sua vida, venha como vier. Porém também não estão livres do fracasso, pois assim como se sobe, também pode-se descer.

2 comentários em “Odu EJÍLÀSEGBORA – A Justiça

    • 21 de janeiro de 2016 em 13:14
      Permalink

      Você tem que fazer um trabalho/ebó para trazer ele para o positivo, não existe outra forma, mas antes só o jogo de búzios irá dizer se é necessário.
      Vá jogar búzios com alguém que jogue e trabalhe os Odús pois pode ser que você queira trazer esse para o positivo e na verdade precise trazer um Obara ou um Odi por exemplo.

      Abraços

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *