Odu ÒSÁ – A Alienação

O Odu Osá

Ossá é um odu do oráculo de ifá, representado no merindilogun com nove conchas abertas pela natureza e sete fechadas. Nesta caída responde Oya, Obaluaye, Oba, Iemanja, Egun, Ory. Significa carrego de santo ou cargo de santo, pessoa lutadora, autoritária, caprichosa que vive cercada de pessoas que fingem ser seus amigos. Deve cuidar de egun constantemente para que tenha prosperidade.

Rege os vasos sanguíneos, sangue, intestino e coração.
Rege as orelhas, os olhos, as narinas, os lábios, os braços, as pernas e os pés, da mesma forma que os órgãos genitais femininos.
É um Odú composto pelo elemento água sobre fogo, com predominância sobre a água o que indica dinamismo no sentido de ajuda e apoio.
Os dias de sorte são todos menos quinta e sexta-feira.
Corresponde ao ponto cardeal Sul-Sudoeste.

É um Odu feminino representado esotericamente por uma cabeça humana sobre a lua minguante.
Símbolo do poder feiticeiro feminino em uma referência inequívoca à sua ligação com as práticas de feitiçaria nas quais as mulheres se destacam por sua dotação natural, inerente à sua condição de procriar, transformando o espermatozóide minúsculo em um ser humano.
Osá Meji representa as Kenesis (feiticeiras), potências da magia negra que utilizam o fogo e a noite. São espíritos malvados que, hierarquicamente se encontram situados abaixo dos Voduns.
Osá Meji é, portanto, um dos Odus mais perigosos. A ele é atribuída a criação de todos os animais ligados à feitiçaria como o gato, alguns antílopes, a coruja, a andorinha, o pintarroxo, o verdalhão, a lavadeira e o engole-vento.
Osá Meji comanda o sangue e todos os órgãos internos do corpo e, por extensão o coração e a circulação sanguínea, a abertura dos olhos e os intestinos. É ele quem dá cor ao sangue.
Osá é o senhor do sangue. Todos os homens, pelo fato de possuírem sangue, são propriedades desse signo.
Pode ser encontrado no fluxo menstrual, no ventre das mulheres menstruadas, daí a extrema nocividade que lhe é atribuída.
Devemos esclarecer que, embora pertencendo a Osá Meji, logo que se aparta do corpo da mulher, passa a pertencer a Irosun Meji e, quando derramado sobre o solo passa a ser de Ofun Meji.
Esse Odu preside a evocação dos demais signos sobre o Opon Ifá.
É também este signo que evoca e traz todos os demais à presença do Babalorixá durante as consultas ou em qualquer procedimento em que as figuras sejam riscadas sobre o tabuleiro, cabendo a Iká Meji, a função de conduzi-los de volta logo que suas presenças não se façam mais necessárias.
Como pode observar, Osá possui poderes ilimitados porque é ele que pode fazer tudo.

É um odu muito característico ligado a Iyámi Oxorongá.
É considerado o odu dos enfeitiçados.
As grandes reencarnações de bruxas e a presença delas, está nele.

Regente
Iansã com influências de Xangô, Ossanhe, Oxossi e Iansã.

Quem fala por esse Odu
Yemonjá, Olokun, Xangô, Aganju, Oba, Obatalá, Elegbara e Egun.

Elementos
Água

Cores
Vermelho, laranja, vinho, branco e prata.

Proibições
Os filhos desse Odu não devem comer carne de gato e nem todas as comidas que são oferecidas à Nana.
Não usar tecidos de fundo vermelho ou azul.
Os homens deste Odu são proibidos de esperar o orgasmo de suas mulheres e as mulheres não devem praticar o coito durante o dia.
Os nativos desse odu não devem usar tecidos vermelhos ou de fundo azul, nada de que seja feito de bambu, como por exemplo: móveis, porta incenso, instrumentos musicais, objetos com cores misturadas, azul e vermelho, e usar arco e flecha.

Positivo
Esse odu tem grande tendência para proteção de grandes pais de santo e grandes mães de santo e outros líderes espirituais.
A parte positiva é abundância em tudo.
Elevação espiritual ou material, poderes mediúnicos ou parapsicológicos, vitória nos objetivos, progresso e idéias inteligentes. Este Odu traz expansão social, investir e concretizar projetos de vida.
Esse odu tratado beneficia a pessoa com elevação espiritual, material, poderes parapsicológicos, vitórias, progresso e muita felicidade.
Para serem felizes precisam freqüentar templos espirituais.
Geralmente são pessoas inteligentes.
O lado positivo é que são líderes natos, inteligentes, simpáticos, responsáveis e de bom caráter, tem sempre grandes projetos, mas estão sempre cercados de pessoas que fingem ser amigas.
Tem muita proteção de Oxalá e Xangô e devem ter muita força de vontade para vencer os obstáculos contando com esses dois Orixás.

Negativo
Este Odu tem forte influência de Egungun e o consulente está sujeito a passar por situações de desespero, derramamento de lágrimas pela não realização de quase todos os seus projetos devido a perturbações causadas por Egungun.
As pessoas desse Odu vivem cercadas de pessoas que se dizem muito amigas e não são.
Feitiçaria, aborto, quebra de um tabu, trabalho (feitiçaria) feito.
Problemas na coluna, doenças do sangue, menstruação excessiva, hemorragias de todas as origens.
As pessoas deste Odu devem ter cuidado com acidentes com fogo e com mar.
Tem risco de quedas dentro de casa e se for gravidez, devem tomar cuidado com pressão alta e aborto.
Este odu faz com que as pessoas estejam bem num momento e mal no outro, é difícil entender, pois são como as quatro estações num só dia.
Quando estão doentes, deve fazer oferendas para não piorar.
Quem é regido por Ossá tem indicação de muita influência negativa de egungum, passando por situações de desespero e de muito pranto. Atraem com facilidade falsas amizades e por tanto devem guardar segredos a sete chaves.
Podem trazer muitas dificuldades financeiras, muitas dívidas, roubos, assaltos, fugas, problemas com pessoas que entram e saem da sua casa, trazendo-lhe confusões, discórdias, brigas e dores de cabeça, épocas difíceis, fugas preventivas.
O lado negativo dos filhos deste odu é que são super teimosos, autoritários e adoram rogar pragas.
Pode indicar feitiço em cemitério, causando horríveis transtornos na vida do consulente.
Esse odu na fase negativa traz má circulação nas pernas, fortes dores nas costas e muito desperdício de água em casa.

Atenção
Esse odu fala em falsidade, perseguição de mulher ou homem e de uma perda que não trará desgosto.
Quando responde Ossá-Meji três vezes consecutivas significa felicidade, boas notícias, porém traz uma perda com desgosto e dor.
Segundo Esé (contos), esse Odu leva o consulente direto à proteção de Xangô e de Oxalá para quebrarem a influência negativa desse Odu.
Com relação ao presente, ele deve ser em campo aberto, beira de rio ou de mar.
Na volta faz-se Oriki de Oyá e de Yemonjá e coloca-se acarajé dentro e fora do quarto de santo.
Antes de presentear esse odu, na véspera se presenteia a egungum.
Presente para Egungun – feijão branco e acaçá num bambuzal longe da roça de santo.

Personalidade
Pessoas com esse Odu são líderes natas, O instinto protetor e a religiosidade também as caracterizam.
Seus pontos vulneráveis são os conflitos psicológicos e, no caso das mulheres, os problemas ginecológicos.
Essas pessoas têm como característica o autoritarismo, caprichos, teimosias, qualidades essas que levam a grandes transtornos, caminhos fechados, acidentes em viagens e toda a sorte de influência de maus espíritos, causando constantemente às pessoas deste signo ou por ele influenciadas, a receberem más notícias, falsidades e perseguições, tanto da parte masculina quanto da parte feminina o que ocasiona muitos desgostos.
São pessoas donas de si, mandonas e desobedientes, mas seu autoritarismo lhes cria sérios problemas, inclusive conjugais.
Escutar conselhos é coisa que não fazem, e por este motivo vivem quebrando a cabeça.
Possuem um lado espiritual super aguçado, mais infelizmente não sabem administra-lo muito bem, são pessoas astuciosas e à frente do seu tempo e tem grande tendência para ser regido por Iemanjá.
Esse consulente derramará muitas lágrimas.
São pessoas autoritárias, teimosas, brigonas; tendem a ter discórdias e rancores, possuem boas intuições e são voltados a grandes projetos de realização pessoal. São daquelas pessoas que só acreditam vendo, porém quando acreditam possuem forte tendência a lidar com o espiritual, são muito críticos metódicos e individualistas. Oxalá protege muito os seus filhos.

Uma das lendas desse Odu
Conta-se que no princípio mandaram Orumilá fazer uma oferenda citada, porém, ele não o fez. Orisanla, sim, fez tudo conforme havia sido determinado. Num certo dia, veio muita gente que fugia apavorada, mas o chefe e maioral do lugar, como deveria ser, recebeu todos e os salvou das perseguições e eles, em gratidão, entregaram-lhe tudo de valor que cada um trazia consigo, assim Orisanla ficou muito próspero no devido tempo. Ou quando chegara sua vez de ter tal fortuna.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *