Odu ËTÀÒGÙNDÁ – A Obstinação

O Odu Etaogundá

Etaogundá é um odu do oráculo de ifá, representado no merindilogun com Três conchas abertas pela natureza e treze fechadas. Nesta caída responde Ogum. O consulente tem que ser acolhido imediatamente, pois precisa urgente de uma limpeza de corpo e um bory, devido ao risco de uma grande depressão até mesmo de vida.
Ogum se apresenta com toda força da espada da Lei da justiça, é um ODU justiceiro, por ser ele o Senhor das lutas e das batalhas. Quando esse odu se apresenta no jogo, o consulente deverá ser esclarecido a fim de encontrar forças necessárias para enfrentar todas as situações desagradáveis e jamais recuar diante de qualquer obstáculo. Somente não deverá agir com impulso de maldade e sim, espírito de bondade e esperteza, e muita calma, pois é uma indicação de dificuldade com alguns prejuízos e graves consequencias. O consulente deverá ficar em alerta, pois haverá fracassos nas realizações de grandes projetos, quando esse fato acontece, é preciso que o consulente tenha muita calma e paciência, pois esse e um caminho imposto por esse odu, e nesse momento, este deverá agir com prudência e acima de tudo com justiça. Não deve depositar confiança demasiada em certos amigos, pois no meio deles haverá um traidor, um falso amigo.
O consulente só terá bons lucros e bons resultados, mediante seus próprios esforços e sacrifícios, pois deverá ter muito cuidado para não haver acidentes em rua, estradas, doenças graves e decepções. Os caminhos desse odu, quando em suas fases negativas, poderão indicar também brigas, pancadarias, prisões, separações, desfecho de caso na justiça, documentos importantes sem andamento, rompimento de uma sociedade, falência e separação amorosa. Deverá ser alertado, quanto a todas essas possíveis situações desastrosas, incluindo também um aviso importante que haverá perigo de papeis comprometedores, nesse caso, este deverá ter muita calma e cautela com essa situação, e de que ele somente vencerá todos os obstáculos, se ele próprio tiver razão, pois esse odu, só age pela razão.
Rege as doenças de pele, furúnculos, varíola, erisipela e obsessões.
É um Odu com elementos fogo sobre o ar, com predominância do primeiro.
As ervas desse signo são o peregun e a mirra e ambas tem propriedades afrodisíacas.
Pedra é a safira.

Foi sobre este sigo que Xangô desceu a Terra, segundo alguns, Heviosso, Bokono e Gu (Ogun) possuem origens idênticas e a diferença reside apenas em suas manifestações.
Sob a regência desse signo e por ordem de Xangô, Obaluaê sentou-se numa pedra e adquiriu o dom da adivinhação o que o levou a reinar em Akará.
Etaogundá é a definição das situações vitoriosas.
Ele é atribuído exatamente a isso, à vitória, a discussão, o trabalho solitário ou em conjunto, a definição das coisas.
Ele rege o trabalho, a confecção de qualquer coisa e além de muitas cabeças, regem as árvores frondosas, animais poderosos como o tigre e o leão.
Eta-Ogundá preside os partos e desta forma todas as crianças vêm ao mundo sob sua ação e responsabilidade.
A noção de corte, de separação, está ligado a este signo.
Prenuncia dúvidas, falsidade oculta, casos de justiça, perigo de vícios, depravação e guerras.
Documentos e papéis importantes sem andamento, rompimento de uma sociedade, falência e separação amorosa.
O consulente só vencerá todos os obstáculos agindo com calma e dentro da razão.
Não confiar em ninguém e não recuar diante dos obstáculos.

Violência imposta ou obtida, corrupção moral, toxicomania, alcoolismo, falta de escrúpulo, guerras, disputas acirradas que acabam em desenlaces violentos, acidente, morte violenta, perigo em viagens, inversões e perversões sexuais, traição, morte por envenenamento e falha na conduta moral.
Indicação de dificuldade com alguns prejuízos e graves consequências.
O consulente deverá ficar alerta, pois haverá fracassos nas realizações de grandes projetos.
Quando isso acontece, é preciso que o consulente tenha muita calma e paciência, pois esse é um Karma imposto por este Odu, e nesse momento, este deverá agir com prudência e, acima de tudo com justiça.
Regente
Obaluaiê com influência de Ogum

Quem fala por esse Odu
Ogun, Xangô, Obatalá, Oxossi, Ibeyjis, Babá Oke, Elegbara e Egun.

Elementos
Terra

Cores
Azulão ou verde escuro

Proibições
Devem evitar beber bebida alcoólica, comer inhame, manga espada e galo, e não devem transportar armas brancas e de fogo.
Geralmente vivem perturbadas, e estão sujeitos a destruição e morte na família, demandas e trabalhos feitos no cemitério e outros locais negativos.
Os regidos por este signo não podem comer carne de galo, fruta pão e inhame.
Proíbe-se também o consumo de bebidas alcoólicas, devem prevenir-se de acidentes e atos de violência que podem lhe custar à vida ou mesmo prejudicar-lhe a saúde para sempre.

Positivo
são corajosos e usam muito a razão e podem receber herança.
Se a pessoa está lutando com dificuldades para realizar um grande projeto, precisa manter a calma, caso contrário sofrerá as conseqüências e prejuízos. Cuidado com as doenças e as decepções. Este odu fala em prisão, brigas, papéis, casos de justiça, mas haverá vitória nos maiores obstáculos apenas usando a razão.
Em geral os seus esforços são recompensados e costumam vencer na política e conseguem obter grandes lucros nos negócios, particularmente nas atividades agrícolas, mas estão muito propensos a sofrer desilusões no amor e traições dos amigos. Emocionalmente inconstantes, estão sujeitas a ter problemas espirituais e físicos, embora na maioria dos casos consigam se recuperar com facilidade de qualquer doença. Seus pontos vulneráveis são os rins, as pernas e os braços.
É um Odu conhecido pela obstinação, pela luta, pela agitação, pela adoração ao vitorioso, pela aplicação prática da criatividade, pela dedicação ao trabalho, pela capacidade de produção e realização.

Negativo
É considerado um signo perigoso e comanda a virilidade, os testículos, a ereção, o esperma e determina, até certo ponto, os hábitos sexuais e as doenças venéreas.
Na discussão nasce a tragédia por isso tome cuidado porque este Odu indica muitas brigas em família, traições, descrenças, desordem, acusação, desastre, desacordo e rivalidade.
Traz sempre perdas, separações e brigas. É sempre sinônimo de cortes bruscos e quase sempre indica envolvimento com a polícia. Deverá ter cuidado com acidentes em rua, estradas e doenças graves e decepções.
Traz também paixão por amor impossível e sonhos impossíveis de se realizar, Não é aconselhável assinar papéis sem a presença ou orientação de advogado, pois tendem a fazer besteira e ter prejuízos.
Desordem, favorecimento para zangas, paz vitoriosa, acusação, ascensão ao poder, elevação, desastre, produto por esforço próprio.
No negativo a pessoa deve ficar em alerta para as indicações de dificuldades com alguns prejuízos e graves consequências e fracassos nos grandes projetos.

Atenção
Nesse Odu nasceram as 7 ferramentas de Ogun. As pessoas regidas por ele não podem trabalhar com feitiços de Egun, embora possam faze-los através de Ossanhe.
Todos que tem este odu deve se cuidar se ele estiver negativo, pois estará sempre em dificuldade nos negócios, nos trabalhos e também nos envolvimentos com a justiça, com situações bem difíceis, bem desagradáveis para resolver, mas estando positivo em pouco tempo poderá mudar e ter ajuda inesperada.
Com esforço terá lucro e com razão vencerá todos os obstáculos.
Ogum fala nesse odu, que representa a espada da lei e é o senhor da batalha.
Consulte suas forças para não recuar e destruir os obstáculos e o mau com o bem.
Pode indicar desmascaramento de pessoas que vem agindo com falsidade, descoberta de uma traição, vitória sobre inimigos, vitória assegurada em todos os sentidos, vigor físico, virilidade, nascimento de uma criança, sobrevivência de uma situação de extremo perigo.
Ogun se apresenta com toda a força da lei e da espada como justiceiro e no positivo ele esclarece sobre como encontrar forças necessárias para enfrentar o que virá. Se houver situações desagradáveis não recuar diante de nada.
Não agir com impulsos de maldade e sim com esperteza, sabedoria e muita calma.
Não deve depositar confiança demasiada em certos amigos porque no meio deles poderá ter um traidor ou um falso amigo.
Este Odu é um dos mais perigosos, pois contém a ira do Orixá Ogum. Os nascidos sobre este Odu são pessoas conscientes que sem força de vontade não obterão sucesso (pois lutam a vida inteira pelos seus objetivos). Vivem passando por cortes, separações e traições. Cansam de lutar, desistem rapidamente dos seus intentos. Tem que tomar muito cuidado com as pragas que rogam, pois pegam horrivelmente. É bom lembrar que Olodumarê não dorme, portanto, tendem proferir boas palavras no lugar das pragas. Seus nativos devem se dedicar muito ao culto de Orixás, para que tenham uma vida com poucas atribulações e alcancem sucesso.
Esse signo fala de construção de casa, é o Odu da casa própria. Se a casa estiver em mau estado, tem que ser reformada para afastar Osogbo (negatividade).
Tratar com banho de folhas de Iroko.
Esse Odu tem ligação com Obará e por isso quando presentear Ogundá presenteia-se também a Obará e a Ejilaseborá e o presente deverá ser em forma de triângulo.
Ebós para esse Odu devem ser no mato e no alto.

Personalidade
O regido por este signo só terá bons lucros e bons resultados através de seus esforços e sacrifícios, pois o homem regido por este Odu é muito viril, sério e organizado.
A mulher tem muita fertilidade, mas não é sensual.
Tanto um quanto o outro, são radicais do tipo “dente por dente e olho por olho”.
São pessoas conscientes que sua forca de vontade é importante para o sucesso, persistência e coragem para tirar melhor proveito das situações, pessoas que usam muito a razão; em seu lado negativo, traz a mentira, falsidade, fingimento, avareza e falsa modéstia.
O homem regido por esse ODÚ, é muito viril, sério e organizado; quando a mulher, tem muita fertilidade, mas não é sensual (sexy). Tanto um, quanto o outro, são radicais, olho por olho, dente por dente.

Uma das lendas desse Odu
Dizem ter existido um senhor que, depois de ter estado muito bem, ficara num estado tão precário que, devido à extrema miséria em que se achava, viu-se forçado a procurar todos os meios para não pôs termo à própria existência.
Mas, tendo feito o que lhe determinaram fazer e tendo esperado a melhoria das suas coisas da vida sem ter algum resultado benéfico, foi-se para o mato com uma corda, afim de se enforcar.
Foi quando, de súbito, viu um pobre leproso que estava pelejando para botar a água de um igbin (caramujo) na cabeça. O homem que estava prestes a cometer a ação de suicidar-se, com grande admiração e louvor, levantou as mãos para o céu, agradecendo a olorum (deus). Ele, que se julgava muito melhor do que aquele indigente leproso em semelhante estado de saúde, voltou para casa bastante satisfeito e confortado com o que vira.
Em pouco tempo, foi chamado para ocupar o trono de seu pai, que falecera. Nessa ocasião, não se esqueceu daquele leproso que estava ali abandonado. Assim que foi levado ao trono, mandou buscar o seu companheiro de infortúnio naquele mau dia. Assim, ficaram ambos bem…

  • Ana

    oi! o que é bory?

    • Administrador

      Olá,

      É uma cerimônia, um ritual, um retiro onde a pessoa é consagrada ao Orixá da cabeça.
      É uma iniciação na religião, é um ritual para alimentar seu Ori. O Ori é o elemento de ligação entre a pessoa e seu Orixá.

      Abraços